• CrisUeda

Marca Pessoal como ferramenta de diferenciação.

Atualizado: 21 de Jan de 2019


Quando me perguntam: “Cris, quem precisa fazer a consultoria de Personal Branding?

A minha resposta é: “Quem quer gerenciar a sua Marca Pessoal conscientemente, e não mais instintivamente. Podem ser profissionais e executivos(as), profissionais liberais, empreendedores(as)...


Mas antes de falarmos em Marca Pessoal, vamos relembrar o que é marca na teoria: é o ato ou efeito de marcar; é a representação que identifica uma entidade (nome, símbolo, identidade visual, posicionamento, palavra...). E o desejo mais profundo de toda marca* é ser diferenciada, preferida e única. *Marca seja ela corporativa ou Pessoal.


Um(a) profissional que quer evoluir na sua carreira, tem a ambição saudável de ser reconhecido(a), de se destacar no meio de outros profissionais. Para que isso aconteça, é impossível que ele(a) faça exatamente o que todo mundo faz. Porém, há "profissionais Ctrl+c Ctrl+v” que preferem o atalho, têm a ilusão de que se copiarem os passos de um(a) executivo(a) de sucesso, conseguirão o mesmo êxito. E o resultado quase sempre é desastroso, porque "profissionais Ctrl+c Ctrl+v" negligenciam a própria essência. 


“Ninguém nunca fez diferença sendo igual a todo resto.” (Hugh Jackman, interpretando P.T. Barnum no filme O Rei do Show) 


O Personal Branding não transforma você em outra pessoa. Ao contrário, com a consultoria potencializamos o que distingue você dos demais. Os seus pontos fortes, valores, talentos individuais serão destacados na Comunicação Pessoal, para gerar a melhor Imagem Profissional. Essa é uma das formas para alcançar a diferenciação, trabalhar a Marca Pessoal como uma ferramenta impulsionadora.

No caso de empreendedores(as), fazer a gestão estratégica da Marca Pessoal é ainda mais precioso. Isso porque como a empresa é nova, consumidores inevitavelmente buscarão referências na reputação de quem a idealizou.


Porém, quando falo isso, muitos empreendedores(as) respondem: “Odeeeeio me expor e o meu produto/serviço é tão incrível que se vende sozinho.


Será mesmo que um negócio que está começando do zero, por mais especial que ele seja, deslancha sozinho?

Vamos pegar o exemplo do pitch, que é uma técnica muito utilizada pelos empreendedores(as) para vender e seduzir investidores para o novo negócio. Já acompanhei alguns pitches e observei que os textos são bem formatados e ensaiados. Porém, algumas vezes a comunicação não verbal, em apenas 30 segundos, chega ser sabotadora. Postura, tom de voz, expressões faciais, gestos, aparência e até a energia da pessoa, contradizem o discurso.

Então isso quer dizer que eles(as) não sabem vender? Não. Isso quer dizer que eles(as) acreditam miopemente que, apenas o que está sendo dito é importante. Subestimam o grande poder diferenciador por trás do seu produto/serviço, que é o(a) próprio(a) empreendedor(a). 

“Sempre me perguntam o que me convence a investir em uma companhia em um Shark Tank. Pra mim nunca é a apresentação, é o empreendedor.”(Barbara Corcoran _ empresária e investidora do Shark Tank)

Por isso, trabalhe fortemente nos seus diferenciais. Se destaque no meio da multidão, no meio de tantos posts ou currículos parecidos. Lapide a sua Marca Pessoal e deixe-a registrada no mundo. Suas histórias, valores, atributos e personalidade, distinguem você dos outros.

Respeite o seu jeito único de ser.

Quer fazer a gestão da sua Marca Pessoal como uma ferramenta para o desenvolvimento e crescimento? Vamos conversar mais sobre isso.


#pbcrisueda #personalbranding #marcapessoal #deixesuamarcaregistradanomundo